Tipos de sujeito, Adjunto adnominal, Aposto, Vocativo, Crase - Com respostas

QUESTÕES DISCURSIVAS

Leia este texto, de Patativa do Assaré:

Aos poetas clássicos



Poetas niversitários,
Poetas de Cademia,
De rico vocabularo
Cheio de mitologia;
Se a gente canta o que pensa,
Eu quero pedir licença,
Pois mesmo sem português
Neste livrinho apresento
O prazê e o sofrimento
De um poeta camponês.

Eu nasci aqui no mato,
Vivi sempre a trabaiá,
Neste meu pobre recato,
Eu não pude estudá
No verdô de minha idade,
Só tive a felicidade
De dá um pequeno insaio
In dois livro do iscritô,
O famoso professô
Filisberto de Carvaio.

No premêro livro havia
Belas figuras na capa,
E no começo se lia:
A pá – O dedo do Papa,
Papa, pia, dedo, dado,
Pua, o pote de melado,
Dá-me o dado, a fera é má
E tantas coisa bonita,
Qui o meu coração parpita
Quando eu pego a rescordá.

[...]




1. O poema caracteriza um jeito de falar típico de um contexto brasileiro específico, mencionado no próprio texto.

A) Qual é esse contexto e qual termo do poema nos remete a ele?
__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________


2. Nem todos os termos que, no texto, estão grafados em desacordo com a ortografia padrão são exclusivos da fala do universo rural. Dê exemplos de termos que

A)    são empregados também no universo urbano, em geral por pessoas menos escolarizadas, da maneira como estão grafadas no poema;
_________________________________________________________________________________
B)    são empregadas também no universo urbano, mesmo por pessoais escolarizadas, da maneira como estão grafadas no poema.
_________________________________________________________________________________

3. Na terceira estrofe há referência a um livro que o eu lírico lia quando criança, e no qual estava escrito, entre outras frases: “Dá-me o dado”

A)      Essa é uma construção padrão proposta pela gramática normativa, mas pouco comum na fala dos brasileiros, mesmo os escolarizados. Que forma essa construção normalmente tomaria na fala dos brasileiros?
_________________________________________________________________________________

QUESTÕES OBJETIVAS

4.      (UNIRIO-RJ) Em “Na mocidade, muitas coisas lhe haviam acontecido”, temos oração



A) sem sujeito.
B) com sujeito simples e claro.
C) com sujeito subentendido.
D) com sujeito composto.
E) com sujeito indeterminado.



5. (PUC-SP) Na oração: “A inspiração é fugaz, violenta”, podemos afirmar que o predicado é

A) verbo-nominal, porque o verbo é de ligação e vem seguido de dois predicativos.
B) nominal, porque o verbo é de ligação.
C) verbal, porque o verbo é de ligação e são atribuídas duas características ao sujeito.
D) verbo-nominal, porque o verbo é de ligação e vem seguido de dois advérbios de modo.
E) nominal, porque o verbo tem sua significação completada por dois nomes que funcionam como adjuntos adnominais.

6.    (ITA-SP) A frase a seguir foi dita por uma atriz como um lamento à insistência dos jornalistas em vasculharem sua vida pessoa:

“É muito triste você não poder sair para jantar com um amigo sem ser perseguida por ninguém. ”

Da forma como a frase foi registrada, o sentido produzido é o contrário ao supostamente pretendido pela atriz. Indique a opção em que há a identificação do(s) elemento(s) que causa(m) tal mal-entendido.



A) Adjetivo (triste).
B) Preposições (para; com; por).
C) Advérbio de intensidade (muito).
D) Locuções verbais (poder sair; ser perseguida).
E) Negação (não; sem; ninguém).



7. Adjunto adnominal é o termo da oração que modifica um substantivo, qualquer que seja sua função sintática, qualificando-o, especificando-o, determinando-o ou indeterminando-o. Aponte uma alternativa em que o termo em destaque exemplifica o conceito de adjunto adnominal.



A) Maria, quero que você me entenda.
B) Antônio afirmava ao pai que tinha necessidade de liberdade.
C) Roubaram as suas economias.  
D) Fernão Lopes pode ser muito insensível, mas não é mentiroso.
E) Era Calvin, o menino travesso, que nunca me dava chance de compreendê-lo.

8. Aposto é o termo da oração que se refere a um substantivo, a um pronome ou a uma oração para explicá-los, resumi-los ou identificá-los. Aponte a alternativa que contém, em destaque, um aposto especificador.

A) Àquela hora a avenida Brasil estava intransitável.
B) O resto, isto é, as louças, os cristais e os talheres, irá nas caixas menores.
C) Este advogado, como representante da comunidade, é imprescindível.
D) Festas, passeios, viagens, nada agrada a João, meu amigo.
E) Duas coisas incomodavam vovô: o barulho de crianças e o calor intenso.

9. Vocativo é o termo da oração por meio do qual chamamos ou interpelamos nosso interlocutor, real ou imaginário. Aponte uma alternativa em que o termo em destaque exemplifica esse conceito.



A) Greystoke, a lenda de Tarzã, o rei da selva.
B) O poema “Vou-me embora pra Pasárgada” é do grande poeta Manuel Bandeira.
C) Ó filho, Maria precisa de ajuda.
D) Você viu, doutor, que notícia agradável?
E) Pessoal! Nós podemos ir embora agora.



10. Crase é a fusão escrita e oral de duas vogais idênticas. A partir desse conceito, assinale a alternativa em que há correlação do emprego da regra do uso do acento grave entre as frases.

A) Vim da Itália. / Vou a Itália.
B) Vim de Recife. / Vou à Recife.
C) Seu discurso não fez referência aos candidatos. / Seu discurso não fez referência às candidatas.
D) Nossos atletas estão em condições às dos americanos. / Refiro-me à UFRJ.
E) Exceto para quem é alérgico à qualidade. / À proporção que se aproximava o dia da entrega do prêmio, mais ansioso ficavam os atores. 

Respostas

1.
A) O universo rural brasileiro, a que o poema se refere como "aqui no campo".
2. 
A) "trabaiá", "estudá"
B) "insaio", "qui"
3. 
A) Me dá o dado
4. B
5. B
6. E
7. C
8. A
9. D
10. C 
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

RESENHA CRÍTICA DO DOCUMENTÁRIO - MILTON SANTOS: POR UMA OUTRA GLOBALIZAÇÃO

Ator Global de "Além do Horizonte" se assumiu mesmo?

A nova safra de cantores sertanejos