Questões objetivas sobre Processo de formação de palavras - com respostas

Leia atentamente a passagem a seguir:



     A tradução do poeta, embora consiga reproduzir as imagens mais expressivas do texto, não soube preservar as manobras rítmicas e sonoras pelas quais a obra se notabilizou.



1 – Aponte a alternativa que melhor comenta o sentido dessa passagem:

A)  Sem dúvida o poeta é elogiado por seu trabalho de tradução da obra, embora seu ritmo de trabalho deixe a desejar.
B)  Com certeza o poeta é que foi traduzido de forma descuidada, pois elementos notáveis em sua obra não foram preservados.
C)  É dito que indubitavelmente o poeta traduz mal, apesar de desfrutar de uma expressiva imagem perante o público.
D)  Não está claro se o trabalho do poeta está sendo criticado ou elogiado, já que a passagem admite duas interpretações diferentes.

2 – Em fevereiro, a Justiça americana obrigou o Napster a bloquear a transferência das obras protegidas por direitos autorais. O site obedeceu à ordem. Resultado: a audiência caiu de 1,5 milhão de usuários para 1,1 milhão durante a segunda semana de março. Ainda assim, a pirataria de músicas pela rede não vai acabar tão facilmente.

TINOCO, Luís Fernando. Veja, 04 abr. 2001.

No último período do texto, para que se mantenha o sentido, a expressão destacada só não pode ser substituída por:



A)  Portanto.
B)  Apesar disso.
C)  Entretanto.
D)  No entanto.



(ENEM – modificado)
    
     Em sua autobiografia literária, intitulada Itinerário de Pasárgada, Manuel Bandeira conta que, nos anos 20, ele resolveu fazer “traduções para moderno” de poemas consagrados da literatura.

Texto I



Mulher, irmã, escuta-me: não ames.
Quando a teus pés um homem terno e curvo
Jurar amor, chorar pranto de sangue,
Não creias, não, mulher: ele te engana!
As lágrimas são gotas da mentira
E o juramento manto da perfídia.



Joaquim Manoel de Macedo

Perfídia: deslealdade.

Texto II



Teresa, se algum sujeito bancar o sentimental em cima de você
E te jurar uma paixão do tamanho de um bonde
Se ele chorar
Se ele ajoelhar
Se ele se rasgar todo
Não acredite não, Teresa
É lágrima de cinema
                                    É tapeação
                                    Mentira
                                    CAI FORA



Manuel Bandeira

3      – Os dois autores, ao fazerem alusão às lágrimas

A)  Estabelecem uma relação intertextual polêmica.
B)  Compartilham da mesma visão sobre as intenções masculinas.
C)  Apresentam concepções opostas sobre a feminilidade.
D)  Demonstram carecer de criticidade, pois se repetem.

Com pequenas alterações, durante o ano de 2008, o texto a seguir circulou pela internet. Leia-o com atenção para responder ao que se pede

ASSALTANTE BAIANO
  


Ô, meu rei... (pausa)
Isso é um assalto... (longa pausa)
Levanta os braços, mas não se avexe não... (outra pausa)
Se num quiser nem precisa levantar, pra num ficar cansado...
Vai passando a grana, bem devagarinho... (pausa para pausa)
Num repara se o berro está sem bala, mas é pra não fica muito pesado.
Não esquenta, meu irmãozinho. (pausa)
Vou deixar teus documentos na encruzilhada.



ASSALTANTE MINEIRO



Ô, sô, prestenção:
Issé um assarto, uai.
Levantus braço e fica ketim quié mió procê.
Esse trem na minha mão tá cheim de bala...
Mió passa logo os trocados que eu num tô bão hoje.
Vai andando, uai! Tá esperando o quê, sô?



ASSALTANTE CARIOCA



Aí, perdeu, mermão.
Seguiiiinnte, bicho: tu te fu. Isso é um assalto.
Passa a grana e levanta os braços, rapá.
Não fica de caô que eu te passo o cerol...
Vai andando e, se olhar pra trás, vira presunto.



ASSALTANTE PAULISTA



Pô, meu...
Isso é um assalto, meu.
Alevanta os braços, meu.
Mais rápido, meu, que eu ainda preciso pegar a bilheteria aberta pra comprar o ingresso no Pacaembu, meu. Pô, se manda, meu.



ASSALTANTE GAÚCHO



Ô, guri, ficas atento.
Bah, isso é um assalto.
Levanta os braços e te aquieta, tchê!
Não tentes nada e cuidado que esse fação corta uma barbaridade, tchê.
Passa as pilas prá cá! E te manda a la cria, senão o quarenta e quatro fala.



ASSALTANTE DE BRASÍLIA

Querido povo brasileiro, estou aqui no horário nobre da TV para dizer que, no final do mês, aumentaremos as seguintes tarifas: Energia, Água, Gás, Passagem de ônibus, Imposto de renda, Licenciamento de veículos, Seguro obrigatório, Gasolina, Álcool, IPTU, IPVA, IPI, ICMS, PIS, Cofins...



4 – Como um todo, a linguagem empregada por cada um dos cinco primeiros assaltantes revela



A)  que as diferenças entre os registros linguísticos típicos de cada região do país resumem-se à questão do sotaque.
B) que a seleção lexical é uma pista relevante para reconhecer as características de cada variante regional que há no Brasil.
C) que somente o assaltante paulista não se dirige diretamente à vítima.
D) que, na Bahia, respeita-se mais o padrão culto da língua, uma vez que o assaltante baiano não comete erros de ortografia.



5 – A fala do assaltante de Brasília

A) comprova que todo político só se preocupa, depois de eleito, com aumento de impostos.
B) ao fazer referência ao “Licenciamento de veículos”, sugere que o preço dos automóveis cresce cada vez mais.
C) não procura imitar, como o restante do texto, a linguagem típica daqueles que moram na capital federal.
D) coloca o “povo brasileiro” na posição de vítima do assalto praticado pelas instituições financeiras privadas.

6      – Considerando o texto como um todo, analise as seguintes proposições:

I – O texto produz um efeito de humor, na medida em que coloca os dirigentes do país, representados pelo “assaltante de Brasília”, no mesmo nível dos pequenos ladrões do resto do Brasil.
II – Os aumentos anunciados pelo “assaltante de Brasília” vão além da questão dos impostos.
III – Da mesma foram que, nas cinco primeiras situações, existe uma vítima que está sendo roubada, o “povo brasileiro”, na última fala, também é considerado vítima de um roubo, que nasce do desejo da classe política de arrecadar cada vez mais dinheiro.

Está correto o que se afirma:



A) Apenas em II.
B) Apenas em I e II.
C) Apenas em I e III.
D) I, II e III.



7 -  Os Termos presentes no final do texto Assaltante de BrasíliaIPTU, IPVA, IPI, ICMS, PIS, Cofins” são, conforme o estudo do processo de formação de palavras,



A) Siglas.
B) Hibridismo.
C) Neologismo.
D) Estrangeirismo.



8      – As palavras “Assaltante”, “Licenciamento” e “barbaridade” foram formadas pelo processo de



A) derivação prefixal.
B) derivação regressiva.
C) derivação parassintética.
D) derivação sufixal.



9 – Assinale a alternativa em que o significado da palavra em análise está incorreto.



A)  Biologia – estudo da vida.
B)  Fonologia – estudo dos sons.
C)  Zoologia – estudo da flora e fauna.
D)  Cardiologia – estudo do coração.



10 – Todas as palavras a seguir foram derivadas com o acréscimo de prefixo e sufixo, exceto.



A)  Inconsumível.
B)  Inabitável.
C)  Revalorizável.
D)  Adaptável.




GABARITO
– Não rasure e não marque mais de uma alternativa;
– Utilize somente caneta esferográfica preta ou azul.
01
02
03
04
05
06
07
08
09
10
A
A
A
A
A
A
A
A
A
A
B
B
B
B
B
B
B
B
B
B
C
C
C
C
C
C
C
C
C
C
D
D
D
D
D
D
D
D
D
D
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

RESENHA CRÍTICA DO DOCUMENTÁRIO - MILTON SANTOS: POR UMA OUTRA GLOBALIZAÇÃO

O PROTAGONISMO E A PARTICIPAÇÃO INFANTIL NO CONTEXTO ESCOLAR

Ator Global de "Além do Horizonte" se assumiu mesmo?