Questões objetivas sobre Arcadismo II - com respostas

1.   Leia os versos transcritos a seguir:



Texto I

Alguém há de cuidar que é frase inchada,
Daquela que lá se usa entre essa gente
Que julga que diz muito e não diz nada.

Cláudio Manuel da Costa


Texto II

Irás a divertir-te na floresta,
Sustentada, Marília, no meu braço;
Aqui descansarei a quente sesta,
Dormindo um leve sono em teu regaço

Tomás Antônio Gonzaga



Os dois textos servem de exemplo para lemas difundidos pelas arcádias. São, respectivamente



A) Fugere urbem e locus amoenus.
B) Inutilia truncat e locus amoenus.
C) Carpe diem e fugere urbem.
D) Locus amoenus e inutilia truncat.



2.   Identifique a alternativa correta em relação às ideias que definem a literatura do Arcadismo



A) O idílio amoroso, as paisagens amenas dos campos, a vida harmoniosa constituem frequentemente temas do Arcadismo.
B) Os árcades criam uma literatura de ordem saudosista, especialmente porque restauram os valores difundidos pelo Classicismo.
C) Para os poetas árcades, a poesia deveria ser manifestação espontânea dos sentimentos mais íntimos e vibrantes.
D) A busca por uma expressão simples, pura, espontânea, determinou a criação de uma poesia excessivamente sentimental.



3.   Leia os versos de Bocage.



Mimosa, linda Anarda, atende, atende
As doces mágoas do rendido Elmano;
C’um meigo sorriso, c’um suave engano
Consola o triste amor, que te não ofende.

De teus cabelos ondeados pende
Meu coração, fiel para seu dano;
Co’a luz dos olhos teus Cupido ufano
Sustenta o puro fogo, em que me acende [...]




Rendido: submisso, obediente.
Engano: logro, ilusão
Ufano: orgulhoso.



I – A presença do pseudônimo Elmano revela um fingimento.
II – A idealização da mulher amada é um valor adotado pelos árcades e indica o gosto passado clássico.
III – A referência ao deus mitológico Cupido é mais ornamento para o poema do que crença pagã.

Está correto o que se afirma em:



A) I.
B) II.
C) I e II.
D) I e III.



4.   (Universidade Caxias do Sul – Adaptada) Em relação ao Arcadismo, é correto afirmar que



A) Se caracteriza pela predominância da subjetividade e pelas formas pouco regulares.
B) Busca representar as semelhanças da vida do campo com a dos centros urbanos.
C) Se caracteriza pela negação dos padrões clássicos da Antiguidade e do Renascimento.
D) Se volta para a natureza em defesa de uma vida simples e contemplativa.

Atenção: As questões de números 5, 6 e 7 referem-se ao texto a seguir:

Nos versos a seguir, Tomás Antônio Gonzaga conversa com Marília.



Tu não verás, Marília, cem cativos
Tirarem o cascalho e a rica terra,
Ou dos cercos dos rios caudalosos,
Ou da minada Serra.

Não verás separar ao hábil negro
Do pesado esmeril a grossa areia,
E já brilharem os granetes de oiro
No fundo da bateia. [...]

Não verás enrolar negros pacotes
Das secas folhas do cheiroso fumo;
Nem espremer entre as dentadas rodas
Da doce cana o sumo.

Verás em cima da espaçosa mesa
Altos volumes de enredados feitos;
Ver-me-ás folhear os grandes livros
E decidir os pleitos.

Enquanto revolver os meus Consultos,
Tu me farás gostosa companhia,
Lendo os fatos da sábia, mestra História,
E os cantos da Poesia.

Lerás em voz alta a imagem bela;
Eu, vendo que lhe dás o justo apreço,
Gostoso tornarei a ler de novo
O cansado processo. [...]



In A poesia dos inconfidentes: poesia completa de Cláudio Manuel da Costa, Tomás Antônio Gonzaga e Alvarenga Peixoto (organização Domício Proença Filho). Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 1996, p. 686.

Cativos – escravos.
Esmeril – mistura de minerais mais pesados.
Granetes – lascas, pedaços.
Bateia – recipiente cômico, onde se revolvem cascalho e areia em busca de pedras preciosas ou ouro.
Pleitos – questão judicial.
Consultos – processos judiciais.

5.   Identifique a alternativa que completa adequadamente a frase a seguir



Gonzaga não se afasta dos ideais do Arcadismo europeu na



A) Maneira de tratar a amada, que lembra uma musa distante que domina o poeta.
B) Associação de felicidade e vida simples, regrada por prazeres moderados.
C) Descrição de um cenário propício para intimidades amorosas.
D) Ideia de que campinas aprazíveis de ares amenos constituem o melhor cenário para o encontro.



6.   A que Gonzaga relaciona a sensação de bem-estar?



A) A relação de bem-estar apresentada pelo poeta é de que a companhia da mulher, por mais que não amada, em um campo sereno, traz-lhe segurança e paz.
B) O poeta relaciona a sensação de bem-estar ao prazer de trabalhar na mineração.
C) A relação de bem-estar está associada à companhia serena da mulher amada, num ambiente de segurança e paz, como é o espaço doméstico.
D) A relação de bem-estar é apontada pelo poeta na associação da companhia agradável da mulher amada e as atividades dele na mineração.



7. Diferentemente do poeta português Bocage, Tomás Antônio Gonzaga não idealiza o cenário natural. Ao contrário, aborda com realismo o local em que sonha viver em paz com a sua amada. Que aspectos indicam realismo na descrição da paisagem?

A) A referência ao trabalho de escritor, o qual pode ser árduo, sereno, triste e prazeroso a cada linha escrita.
B) A referência ao trabalho doméstico da amada, este é rude e árduo, mas também é gratificante, principalmente a cada refeição.
C) A referência ao trabalho rude e árduo dos escravos, na lavoura açucareira, na mineração ou na secagem do fumo.
D) A referência ao amar e ser amado, de certa forma, é um processo árduo e rude, assim como, o seu trabalho na lavoura açucareira, na mineração ou na secagem do fumo.



8.   (UFAL – Adaptada) Cada tendência literária, ao adotar uma forma de representação da natureza, elege também o que se poderia chamar seus “cartões-postais”: cenários representativos de cada uma das escolas literárias. Nesse sentido, um “cartão-postal” típico do Arcadismo encontra-se nos seguintes versos.



A) Passarinhos foi-se embora / deixou-me as penas na mão. / Não se vá não, passarinho, / volta pro teu alçapão...
B) No Sertão masculino / a chuva sem dissímulo / demonstra o que ela é: / que seu sexo é mulher.
C) Os céus se misturaram com a terra / E o espírito de Deus voltou a se mover / sobre a face das águas.
D) Eu vi meu semblante numa fonte, / dos anos inda não está cortado; / os pastores que habitam este monte / respeitam o poder do meu cajado.




9.   Leia alguns versos de um poema do início do século XX, do heterônimo de Fernando Pessoa Ricardo Reis.



Vem sentar-te comigo, Lídia, à beira do rio.
Sossegadamente fitemos o seu curso e aprendemos
Que a vida passa, e não estamos de mãos enlaçadas
(Enlacemos as mãos.) [...]
Amemo-nos tranquilamente [...]



Nos versos retomam-se temas típicos do Arcadismo, exceto:



A) A idealização do mundo natural.
B) A busca pela moderação, comedimento.
C) A concepção do amor platônico.
D) A efemeridade do tempo.



10. (Unipar-PR – Adaptada) Leia os versos de Luar do sertão:



[...] Oh! Que saudade do luar da minha terra
Lá na serra branquejando
Folhas secas pelo chão
Esse luar cá de cidade tão escuro
Não tem aquela saudade
Do luar lá do sertão! [...]



Os versos acima ilustram características do Arcadismo:



A) Exaltação à natureza da terra natal.
B) Declarada contenção dos sentimentos.
C) Oposição entre o campo e a cidade.
D) Volta ao passado para escapar das agruras do presente.





GABARITO
– Não rasure e não marque mais de uma alternativa;
– Utilize somente caneta esferográfica preta ou azul.
01
02
03
04
05
06
07
08
09
10
A
A
A
A
A
A
A
A
A
A
B
B
B
B
B
B
B
B
B
B
C
C
C
C
C
C
C
C
C
C
D
D
D
D
D
D
D
D
D
D

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

RESENHA CRÍTICA DO DOCUMENTÁRIO - MILTON SANTOS: POR UMA OUTRA GLOBALIZAÇÃO

BBB também é romance

O PROTAGONISMO E A PARTICIPAÇÃO INFANTIL NO CONTEXTO ESCOLAR