Postagens

Mostrando postagens de 2019

Conversando com Deus III, de Evandro Calafange de Andrade

Imagem
Meu amável Deus,
Uma coisa eu não posso mais negar, a Tua existência. Por mais que essas Tuas demonstrações de existência vêm me fazendo sofrer, tão profundamente que me levam as lágrimas, como o Senhor bem já presenciou por diversas vezes. A última, foi ontem. O Senhor sabe como tentei segurar cada lágrima que insistia avidamente em rolar pela minha face tristonha. Mesmo assim me mantenho forte e continuo em frente, apesar de uma voz vociferar constantemente para eu desistir de tudo e de minha própria razão de estar de pé a cada ensolarar do dia. Eu a supero, ergo a cabeça e com o coração cheio de esperança e acreditando na Tua bondade, continuo. No entanto, está diante de todos os meus sonhos, desejos, meus ávidos desejos de minhas entranhas de vivenciar certos momentos, aqueles que estão sempre presentes em minha mente, corpo, alma, coração e, principalmente, em minhas orações, os quais, infelizmente, ainda não conseguir viver cada um, realizar cada um, e quando me permites viver, nã…

Conversando com Deus II, de Evandro Calafange de Andrade

Imagem
Meu amável Deus!
Faz dias que vivo com uma espécie de mantra na cabeça: Tudo vai dar certo, pois tenho fé e acredito no meu Pai. Há outros também, um deles é: Só vence quem tenta quantas vezes for preciso. O outro: Sou vencedor, tenho potencial, sou um sucesso, tudo é posso com a benção de Deus. Eu sou top demais! Além das sessões de orações e novenas em teu nome. Na verdade, são frases afirmativas que venho vociferando interna e externamente para ver se consigo me manter de pé. Sim! Ouviste bem. De pé. Porque é muito difícil acordar e continuar acordado quando não se pode desfrutar de vitórias, apenas de mais uma falha, mais uma derrota, mais um não, mais... mais... mais... tão difícil que hoje não me contive e chorei, deixei meu rosto ficar encharcado de lágrimas sinceras e sofridas, meu corpo doeu, minha alma ficou gélida, meu ser se desfaleceu. Passei o dia como um moribundo sem cova, sem lar, sem rumo, vagando sobre a Terra.  
Quem essas palavras vier a ler, pode dizer que sou um h…

Conversando com Deus, de Evandro Calafange de Andrade

Imagem
Meu amável Deus!
Quando fiquei desempregado, nesse momento fiquei pensativo, dizia para mim mesmo que tudo ia ficar bem. Só que os dias foram passando, apesar de estar recebendo o Seguro Desemprego, continuava na batalha de buscar me recolocar no mercado de trabalho, todos os dias ficava em frente a tela do computador vasculhando os sites de emprego. Muitas vagas estavam disponíveis apenas para assinantes dos sites. Como poderia assinar vários sites, pagar todo mês um valor que faria muita falta no meu orçamento doméstico naquele momento. Mesmo assim, não desisti, continuei. O jeito era recorrer aos sites de emprego gratuito e a bondade de amigos queridos. Foi o que fiz e continuei fazendo. Enviei um, dois, três... mil e mais currículos, e nada de o telefone tocar ou receber uma mensagem para fazer uma entrevista. Não posso dizer que foram totalmente zero, participei de umas três entrevistas, posso até arriscar a dizer que foram menos ou uma a mais. Não tenho tanta certeza. Porque pref…

Seu negócio online de sucesso

Imagem
Acesse o link e garanta já o seu

https://go.hotmart.com/Y16112604D


Sinedrol - Acesse o link na descrição

Imagem

Negócio Marmita Fit

Imagem
Curso online de preparo de comida saudável.

Faça o curso (Com certificado) e obtenha uma renda extra com um negócio próprio.

Acesse já o link: https://www.makepages.com.br/r/AWA5923355









Negócio Marmita Fit

Imagem

E-Book: Caseirinhos Lucrativos

Imagem
Ebook para aprender a fazer excelentes pratos caseiros e lucra muito.
Acesse o link:https://www.makepages.com.br/r/AGK5922909


Sinedrol - Esmagrecimento

Imagem

A minha perfeita sinfonia, de Evandro Calafange de Andrade

Imagem

Os percalços nos tornam enormes 2 - A chegada de Ricardo a Natal, de E. C. Andrade

OS PERCALÇOS NOS TORNAM ENORMES
EVANDRO CALAFANGE DE ANDRADE
É preciso perseverar para se tornar uma versão melhor de si mesmo.
2
A chegada de Ricardo a Natal
Quando nos deparamos com os percalços em nossa vida, não devemos encará-los como barreiras no caminho do nosso crescimento pessoal, mas como verdadeiras lições de aprendizagem para que possamos crescer com força e virilidade, e assim possamos construir uma vida promissora em cima de pilares firmes e robustos. Todo ou qualquer processo de aprendizagem que não nos faça perceber que um percurso sem dor e sem dedicação não é o melhor de se escolher, é porque não somos dignos de receber as graças que Deus nos reservou. Pois, não se conquista o que se quer de verdade, seus objetivos, estando deitado eternamente em berço esplêndido, mas pisando em pedras pontiagudas, que fazem do solado de nossos pés couros extremamente duros e resistentes a qualquer dificuldade que possamos enfrentar diante dos nossos olhos. Foi pensando assim que Ricardinh…

Os percalços nos tornam enormes - 1 - O protagonista dessa história, de E. C. Andrade

OS PERCALÇOS NOS TORNAM ENORMES
EVANDRO CALAFANGE DE ANDRADE
Há momentos na nossa vida que precisamos escolher: a inércia ou os desafios?
1
O protagonista dessa história
Quando falamos em percalços, dores, dificuldades, coisas negativas, alguns já pensam que vamos derramar um riacho de lágrimas, que será uma enxurrada de lamentações e blábláblá... ou, simplesmente, que vamos pregar ou verbalizar os mais velhos e conhecidos clichês das narrativas de autoajuda, ou ainda, vamos decolar nos palavrões e mandar aquele gigantesco: F***-SE! Fazendo um gancho, podemos abrir parênteses para dizer que de vez em quando vale a pena mandar um F***-SE!, assim como ler uma obra bem significativa que tem em seu título essa palavra especialmente “singela” e tão prazerosa de vociferar aos quatro cantos do universo. Voltando dos nossos parênteses. Na verdade, não é nada disso. Os percalços, que enfrentamos constantemente em nossa vida, tornam-nos enormes. Não aqueles gigantes que saem destruindo tudo pela fren…

24 de junho, de Evandro Calafange de Andrade

Imagem
24 de junho Evandro Calafange de Andrade
Hoje é dia de São João. Na cozinha o trabalho é intenso, Tem canjica e pamonha para saborear E animação para cantarolar.
É tarde de São João! Preparo da lenha para queimar Escolha da moda para usar E ninguém esquece de trazer no olhar A alegria para encantar.
É noite de São João! O senhor assa o milho no braseiro, O aroma do assado serpenteia E envolve a parceira. É convite feito para esquentar Em remelexos faceiros no meio do terreiro.
A meninada só quer brincar de anel, A molecada em soltar bombinha, As enamoradas em fazer simpatia. De repente, ouve-se no meio de uma gritaria: “Se levanta minha tia”, porque Já é festa nos quatro cantos do sertão, Nesta noite de São João.
É forró de levantar a poeira Espiado pelo lume da fogueira. É chamego e alegria, É casamento na quadrilha, Uma explosão da sanfona gemedeira. Tudo é festejo em viva ao meu São João!

Evandro Calafange de Andrade em Noite dos Anos 60

Imagem
Ontem, 30 de março de 2019, foi a noite de viver um pouco dos anos 60, na festa de aniversário da grande amiga Telma Carvalho, e de compartilhar desse momento com os grandes amigos da vida profissional.










Em outros olhares, de Evandro Calafange de Andrade

Imagem
Em outros olhares Evandro Calafange de Andrade
Partiste sem promessa de voltar, Deixaste um vazio como morada em meu olhar E em cada estação, Principalmente em noites de verão, Saio sem destino, sem direção, Incansavelmente te busco em outros olhares.
Ao me deitar sinto teu toque Acariciando o meu rosto, meu corpo. Sinto calafrios durante as madrugadas E só me acalmo quando O meu corpo nu se aconchega no seu.
Os brilhos da manhã Ofuscam minha visão de um novo horizonte, Mas aquecem o meu coração Que suspira de recordações Daqueles passeios no campo verdejante Onde rolávamos a nos beijar. Tudo era lindo quando estávamos juntos. Só que a linha se rompeu E eu cai no abismo da desilusão.
Por dias fico a te encontrar No vazio de outros olhares.