Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2017

Um dia, uma história, de Evandro Calafange de Andrade

Imagem
Um dia, uma história Evandro Calafange de Andrade
Quando te encontrei pela primeira vez Descobri que viveria contigo Apenas um dia, mas o bastante para ser E viver uma eterna história de amor Protagonizado por eu e você Apenas um roteiro, um sentimento E dois corações apaixonados.
Não é milagre, simplesmente O destino fazendo o que é correto O que estava escrito em um amanhecer, Naquela tarde de garoa E um estrelar dançante em uma plena noite de luar.
O tempo que passa Nosso corpo que se enlaça Lá vem o sopro a levar além Deixando um vazio, a marca de um romance Em 24 horas, olhar, Abraços, caricias, beijos E um vai embora.
Maldita hora para ir embora E nunca mais voltar Bendita hora naquele amanhecer Que fui contigo cruzar.

Você e eu, de Evandro Calafange de Andrade

Imagem
Você e eu Evandro Calafange de Andrade
Ouça a voz do silêncio Tão insistente, torna-se ensurdecedora Mas não tão insuportável como a dor Que fere a alma, Machuca a carne, Embriaga os pensamentos mais sãs.
Quero abri os olhos no amanhã Sentir o toque da sua mão Me deliciar com o perfume Da tua suave pele nua Ter um minuto a mais Apenas em um verão sem chuva.
Grito para acordar É um delírio que vem me matar Seguro a corda da salvação É a paixão do teu olhar Pois, amor, te peço baixinho Vem ficar aqui comigo.
Joga tudo por ar Vem os meus beijos beijar Sentir a emoção da vida Está viva ao meu lado Além do Ribeirão Você e eu contracenando o amor Sob o luar do sertão.

Eu em teu eu, de Evandro Calafange de Andrade

Imagem
Eu em teu eu Evandro Calafange de Andrade
Meu amor, Olhe nos meus olhos e veja a cor Sinta o aroma do meu corpo Todo o meu furor. Meu amor, Sinta o toque da minha mão O som pulsante do meu coração Todo o forte sentimento por ti Meu amor, A noite já baixou Agora se aconchega em mim a dor Toda a agonia de saudade de você Que se foi em vento sobre trilhos Meu amor, só amor Eterno amor, meu amor O dia se apresentou A dor pela porta passou Eu estou a tua espera Aqui em pé olhando pela janela Amor, amor Amor meu, amor Você sou eu em teu eu.

Dona de mim, de Evandro Calafange de Andrade

Imagem
Dona de mim Evandro Calafange de Andrade
Eu te amei da melhor forma que alguém pode amar Eu estive ao teu lado em todos os momentos... Foram dias de glória e lamentações Eu te dei abrigo quando você precisou Te ergui quando caíste Dei o meu ombro pra você chorar Meu ouvido direito pra você murmurar Fui guia, esteio Aquela luz na escuridão O amor cheio de fantasias A paixão avassaladora Fui o ontem, hoje, mas não serei o teu amanhã.
Eu chorei quando tive que chorar Eu sofri quando tive que sofrer Eu te dei todo o amor que existia dentro de mim Eu sorri quando falaste que não me querias mais.
Pequei a primeira estrada Sai sem destino certo E descobri em outros braços Que posso ser amada Sem ser a única a retribuir Que alguém deseja e quer olhar mais para mim.
Não há céu que não possa ficar estrelado Em plena noite nublada Saiba que há vida nos trilhos Seguindo firme ao paraíso.
Eu sei que fui escrava do meu sentimento por ti Mas me libertei naquela noite que olhaste nos meus olhos E sem pensar no tempo vivido

Morte e vida, de Evandro Calafange de Andrade

Imagem
Morte e vida Evandro Calafange de Andrade
Quando te encontrei Fiquei encantado com você Também descobri que seria impossível Viver uma história de amor contigo.
Você está lá; eu, aqui Eu sou dia; você, noite Sou Sol, você a mais bela Lua Tu és estrela a brilhar no céu Eu sou vento que vai além Passo indo embora do teu aconchegante coração Que bate forte uma intensa paixão.
Se eu sou Morte Você, vida Uma paixão arrebatadora Tão intangível Que nem a literatura é capaz De concretizar em páginas, Versos e prosa o nosso amor.
Mas eu estou aqui Vou lutar por ti, custe o que custar Não há abismo que me impeça Eu lutar por ti em noites de inverno ardente Ou dia ensolarado e escaldante Só porque eu sou louco por você, Meu amor, Amor.

Pensamento virtual 20

Imagem

Pensamento virtual 19

Imagem