BBB17: Análise dos últimos acontecimentos


Quem dará o xeque-mate final no BBB17?

Quem é fã de reality show, deve estar acompanhando o desenrolar do BBB17, da TV Globo. Apesar de estar na reta final, percebe-se que o programa está apenas iniciando: uma guerra fria? Sentindo-me irônico. 
Após a eliminação do “jogador” Daniel, na última terça-feira, os telespectadores passaram a assistir a um desenrolar, um tanto que inesperado, no parquinho. Todos acreditavam que o trio queridíssimo por uns e odiado por outros fosse chegar à final. Só que não foi o que cada componente do trio decidiu. Sendo mais específico: Ilmar.
Tudo deu início pela seguinte frase “Não queria que o Dan saísse”. Se ele não saísse, quem deveria ter saído? A Emilly. Desejo retorcido na entranha dos participantes da casa mais vigiada do país. Em seguida veio o segundo ato: o prato sujo. Maridos e filhotes, cuidado com o seu prato, ainda com resto de comida, após uma refeição. Ele pode desencadear uma treta daquelas.
Ilmar declara-se, então, inimigo número 1 de Emilly, a garota pentelha. A priori traz para seu lado, Marcos. A dupla dá um gelo na garota mimada e insuportável, segundo os demais jogadores.
Mas as peças do tabuleiro se movem. A menina-mulher é “agraciada” com a “amizade” de Ieda. A senhorinha utiliza de seus artifícios de vovó-mama para conquistar a confiança da “netinha” desgarrada. Um plano arquitetado perfeitamente.
Ainda ligado nos movimentos do jogo. Chega a hora de ser protagonista supremo e torna-se líder da casa. Nessa batalha, Emilly sai vitoriosa. E é visível a insatisfação na cara dos seus companheiros de confinamento. Várias reações de uma mesma reação. Fingimento de que nada aconteceu, um aplauso murcho, um sorriso amarelo e sarcástico no canto da boca. E por aí vai.
Pronto! Um grande motivo para algumas peças se moverem novamente. Desta vez com o olho na formação do paredão da semana. Ieda deixa claro para as quase aliadas, Vivian e Marivalva, que deseja uma berlinda entre Ilmar e Marcos. A líder da semana tenta se aproximar do seu “grande” amor. Convida-o para uma DR, entre tantas já realizadas.
Uma cena impagável. Ela o observado pela tela das TVs e ele se arrumando para mais um papo com a ficante, que em seus desejos carnais poderia ser Vivian, ele lamenta, mas... Após ouvir e falar, os dois decidem voltar as “boas”. Uma reconciliação que desenha um novo jogo. O amante parte para o ataque, provavelmente resulte em um final favorável para si. Decretar o fim do reinado da rainha, após sacrificar o seu fiel cavaleiro, e se tornar o único soberano do reino BBB. O grande rei e suas donzelas plebeias. Ao fim, a bela dama Vivian poderá ser condecorada a nova rainha ao seu lado.
Marcos incentiva a doce-raivosa ir falar com Mamão. Começa aí um ataque de guerrilha. O estrategista chega a mencionar para a garota: Se você o colocar no paredão, eu posso ir com ele. Assim, o Mamão sai do jogo.
O silêncio é rompido por trocas de farpas, palavras grosseiras e humilhantes, entre os novos inimigos declarados: Emilly X Ilmar. Quem não ficaria extremamente decepcionado com alguém que considerava seu amigo, ao ouvir da boca dele que você é um verme e que verme rasteja? Foi o que a Rainha ouviu do então fiel Cavaleiro.
Está decretado o paredão. Restava saber se a fidelidade de Ieda seria favorável à líder, à dupla Vivi-Mari ou a própria Ieda. Ela tinha o poder na mão. Era a jogadora do xeque-mate. A Mama tira o poder supremo das mãos da líder-mor e deixa claro para a menina que a experiente mulher sabe jogar.
A imaturidade da jogadora caiu nas artimanhas dos grandes jogadores.
Marcos sabe que provavelmente Ilmar será eliminado na próxima terça-feira (4), afinal, o doutor deixou bem claro ao verbalizar que as atitudes e as palavras vociferadas dentro da casa podem resultar na saída do jogo. Ele soube analisar e posicionar bem as peças no tabuleiro.
A permanência de Marcos, conforme o jogador, e a minha análise do jogo, pode lhe render a glória. Se ele não for o próximo líder, nem Emilly, é certo que os dois se enfrentarão na próxima eliminação, pois o poder estará com o novo trio, não tão querido assim, Vivian, Marinalva e Ieda. Desse trio, quem tem chances reais de vitória, é a advogada.
Resta saber se a jogada do Dr. realmente vai beneficiá-lo. Só lembrando que a Vivian já foi cotada como a possível jogadora capaz de combate a permanência de Emilly no BBB17. Sinceramente não sei se o machista será capaz de derrotar a “mimada” e “mal-educada”. O que eles sabem e não sabem, é que o poder está na mão do grande público. E esse poder está além da imaginação de cada um dos confinados. Por mais que sejam fãs do programa e tenham acompanhado as edições anteriores. A realidade fora da casa é surpreendente, quando o assunto é preferência. 
E quem merece a redenção? Quem merece ser o novo campeão do Big Brother Brasil?
Eu não sou de ficar em cima do muro. Portanto, escancaro a minha preferência por Emilly, a menina cheia de defeitos e verdade.

Afinal, na vida temos que ser lineares e verossímeis as nossas convicções, nossa personalidade, nossa formação, nossa visão da parte e do todo. 
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

RESENHA CRÍTICA DO DOCUMENTÁRIO - MILTON SANTOS: POR UMA OUTRA GLOBALIZAÇÃO

Ator Global de "Além do Horizonte" se assumiu mesmo?

O PROTAGONISMO E A PARTICIPAÇÃO INFANTIL NO CONTEXTO ESCOLAR