Sexamor, de Evandro Calafange de Andrade


Sexamor
Evandro Calafange de Andrade

Hoje eu só quero amor
Não quero sexo
Talvez amanhã eu queira,
Mas hoje só preciso amar
Ser amada
Está envolvida em teus abraços
Em uma noite bem regular.

Não quero amor
Só quero sexo
Quero te mostrar como sou felina,
Menina,
Mulher cheia de autoestima
Fogosa
Louca para estar feliz
Mergulhada em teu corpo viril.

No dia seguinte,
Faremos amor e sexo
A dois,
Sozinhos,
Virtualmente
Em carícias
Tu e eu,
Eu e tu
Somos corpo e alma
Um só ser sobre a cama
No sexamor
Amorexo até o dia clarear.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

RESENHA CRÍTICA DO DOCUMENTÁRIO - MILTON SANTOS: POR UMA OUTRA GLOBALIZAÇÃO

Ator Global de "Além do Horizonte" se assumiu mesmo?

A nova safra de cantores sertanejos