O que os natalenses esperam da administração do prefeito Carlos Eduardo Alves

































O QUE OS NATALENSES ESPERAM DA NOVA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA?

por Evandro Calafange de Andrade

  
1º de janeiro de 2013, dia da posse dos prefeitos e vices eleitos no ano passado para administrarem as cidades do nosso maravilhoso Brasil. Com eles muitas esperanças renovadas e mais uma vez a população acreditando nas promessas feitas nos palanques, na TV e no rádio durante as eleições 2012.

Para a população da cidade do Natal, as perspectivas são enormes, depois do vendaval de destruição da nossa bela Cidade do sol, que foi má administrada pela prefeita “Borboleta” que voou, voou, voou... Mas não o suficiente para respirarmos um ar puro. Pois as ruas e avenidas foram tomadas pelas montanhas de lixos, fora os caos em outros setores.
Infelizmente não é o lixão da novela Avenida Brasil, que era pura ficção e, diga-nos de passagem, um lugar “agradável” de estar.

Mas voltando a realidade, o que desejamos mesmo é que o prefeito Carlos Eduardo Alves tema a hombridade de honrar com os seus compromissos com o povo e a capacidade de limpar as vias públicas, tampar os buracos que destroem carros e só faltam aleijar os pedestres. Que as escolas municipais voltem a oferecer um ensino digno, quem sabe de qualidade.

Também esperamos que esse e os demais três anos da administração do novo prefeito não sejam marcados por greves na educação, na saúde, no transporte público e em outros setores. Que possamos vivenciar quatros anos de alívio e de paz.

Assim, voltaremos a ter orgulho de viver novamente em Natal, capital do Rio Grande do Norte. Que os turistas possam retornar a nossa cidade e terem uma temporada magnífica e satisfatória. Desfrutando das nossas belezas naturais, a bela Praia de Ponta Negra, por exemplo; a nossa culinária e cultura...

Em suma, desejar, sonhar, acreditar e ter esperança são energias que movem a humanidade. Assim como, nós natalenses. 


Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

RESENHA CRÍTICA DO DOCUMENTÁRIO - MILTON SANTOS: POR UMA OUTRA GLOBALIZAÇÃO

Ator Global de "Além do Horizonte" se assumiu mesmo?

O PROTAGONISMO E A PARTICIPAÇÃO INFANTIL NO CONTEXTO ESCOLAR