Postagens

Estou olhando por ti, de Evandro Calafange de Andrade

Imagem
Estou olhando por ti Evandro Calafange de Andrade
Vi a lágrima correr em teu rosto, Se aconchegar na folha de papel, Borrar as palavras de amor Destinadas ao meu coração.
Senti o teu perfume bailar no ar Nos convidando para dançar Rosto a rosto, Pele na pele, Minhas mãos deslizando nas curvas do teu corpo. Me deixando louco de amor por ti.
Pena que tudo não passa de lembranças, Bons momentos que vivemos. Pena que agora não posso estar aí Bem pertinho de ti Pelo menos para ouvir O cantar da tua voz Nem que seja pela última vez.
Mas saiba que daqui "Estou olhando por ti" Te amando em silêncio Acompanhando o crescimento do nosso filho. Que sorrir, corre, Fica com os olhos lacrimejando, Dá gargalhadas de felicidade Em tua suave e angelical presença.
Não se lamente! Não se desespere! Fique em paz, meu amor! Que também aqui estou.

Eu sou assim, de Evandro Calafange de Andrade

Imagem
Eu sou assim Evandro Calafange de Andrade
Gosto de cabelos curtos, Sempre estou colorindo-os, Acho que sou meio camaleão. Cada vez que me reflito no espelho, Vejo uma nova pessoa De longo ou de minissaia Cobrindo tudo ou quase nada Eu sou assim Vais gostar de mim? Tanto faz, porque me amo por inteira.
Quero saber se serás melhor que ele Aquele que tentava me modelar Nasci mulher, não fui fabricada, Vendida como massinha de modelagem. Se estou sendo rude contigo Perdoa-me?! Mas assim sou eu! Vais gostar de mim? Tanto faz, porque me amo!
Ao acordar até o adormecer Se eu estiver de conchinha Aproveito todos os momentos Deixo o meu pelo arrepiar com os toques teus Mô! Só não se esqueça de sussurrar Bem sensual ao pé do meu ouvido.
Serás melhor que ele? Aquele que quis me adestrar Achou que eu era bichinho de estimação Logo eu – esse mulherão – eu não, baby! Se fores cópia cheia de falhas. Pífio. Não se preocupe que abro a porta E antes de fechá-la, digo-te: Adeus!

Beija-me, de Evandro Calafange de Andrade

Imagem
Beija-me Evandro Calafange de Andrade
Me beija... Beija-me! Me beija... Deseja-me! Aguça a minha sede de você Pega-me de jeito Rasga as minhas roupas Joga-me sobre a cama Me deixa explodir de querer Só por você
Quando o Sol raiar Vou acordar louca de vontade de te beijar Mergulhar em teu corpo Incendiar o nosso leito de amor Entre o divino e o pecado Apenas nossos corpos entrelaçados.
Beija-me! Beija-me! Só só só quero amar você Beija-me! Beija-me! Só só só quero beijar você Só só só quero amar você
Como se fosse a primeira e a última vez.
Passeio sob o luar, Dormir de conchinha, Acordar querendo transar, Jantar à luz de vela, Caminhar de mãos dadas, Banho de mar em noite de lua cheia, Viver um sonho de amor, Ser princesa, voraz, fugaz, Louca de tesão, Quero você meu homem, mozão!

No ritmo do educar, Evandro Calafange de Andrade

No ritmo do educar Evandro Calafange de Andrade
O dia começou a raiar Todos a acordar, preparando-se para ir trabalhar Muitos não se lembram da base do seu conhecimento Enquanto outros continuam no ritmo do educar.
Com papel e caneta piloto na mão, nem todo o sempre, O professor fortalece a educação de uma nação. O educador em círculo de diálogo Desperta o menino do estado de indiferença  Conduzindo-o ao de criticidade.
E ao anoitecer, ler-se: Educação para todos que envolve poucos. Educação para poucos que envolve muitos. Educação envolta de tecnologia que abre janelas,

Na parada de sucesso - Lexa - Movimento part. Tati Zaqui (Remix) [Clipe Oficial]

Imagem

Na parada de sucesso - Edu Gueda - Din Din Don (KondZilla)

Imagem